Exclusivo

Bombeiros de Ílhavo acusam hospital de Aveiro de reter ambulâncias  

Bombeiros de Ílhavo acusam hospital de Aveiro de reter ambulâncias  

Corporação alega que o socorro à população do seu concelho fica em causa. Hospital pede colaboração.

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ílhavo (AHBVI) acusa o Hospital Infante D. Pedro, em Aveiro, de não libertar macas para os doentes que transporta, obrigando a que as ambulâncias da corporação fiquem retidas, várias horas, à porta da unidade hospitalar. Dessa forma, sublinha Pedro Novo, presidente da associação, os bombeiros ficam "impedidos de prestar socorro a outras pessoas."

Num comunicado divulgado publicamente, o presidente da AHBVI exemplificou um caso que aconteceu na passada quarta-feira, quando a maca de uma das ambulâncias da corporação ilhavense "serviu para levar um doente a fazer raios-X e a receber tratamento (colocar gesso)".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG