Covid-19

Há gente nas ruas de Oliveira de Azeméis a sensibilizar. Concelho pediu cerca

Há gente nas ruas de Oliveira de Azeméis a sensibilizar. Concelho pediu cerca

Cerca de vinte funcionários e voluntários correm as freguesias para informar a população. Há mais de 100 casos em Oliveira de Azeméis. Cervejeira Vadia ajudou os bombeiros.

No início de março, a notícia de que o filho do dono de uma das maiores empresas de Oliveira de Azeméis, a Simoldes, estava infetado com o novo coronavírus fez disparar os alarmes no concelho que há duas semanas acabou a pedir uma cerca sanitária que foi recusada. Segundo a autoridade de saúde local, Azeméis conta mais de uma centena de casos de Covid-19, mas a Câmara queixa-se de falta de informação.

"Não conseguimos saber a distribuição geográfica, a faixa etária, o género dos infetados, assim como não nos é facultado o número de óbitos. Era importante saber isso para tomar medidas direcionadas para esses focos de contágio", lamenta o autarca Joaquim Jorge, que revela que há 20 oliveirenses internados, dois deles nos cuidados intensivos.

A Autarquia há muito que fechou equipamentos e serviços públicos para evitar a propagação do vírus e criou linhas de apoio psicossocial. Mas fez mais: pôs equipas nas ruas para ajudar a esclarecer. "Temos cerca de vinte funcionários da Câmara e voluntários a correr o concelho para sensibilizar, para alertar para os riscos, aconselhar a população ao recolhimento, a distribuir "flyers" sobre higienização". Também têm carros de som com avisos sonoros em apelos para que se fique em casa. E grupos a levar alimentos, medicamentos, a ajudar a pagar faturas ou a passear os cães de idosos para que não saiam de casa.

Há já processos movidos pela GNR contra cidadãos que não estão a cumprir o isolamento e o concelho prepara-se para o cenário mais negro com dois hospitais de campanha. "Temos dois pavilhões preparados com 50 camas cada um, que tiveram a colaboração da Cruz Vermelha de Cucujães e do Exército Português. E temos também uma ala de isolamento com 21 camas disponibilizada pelos bombeiros de Fajões", diz o autarca.

Doam desinfetante

Pelo concelho, desde o início da pandemia, a solidariedade fez-se sentir e até a cervejeira artesanal Vadia, que fica na freguesia de Ossela, em tempos de grandes quebras nas vendas, doou ácido peracético puro, usado para limpeza dos equipamentos cervejeiros, para converter em dois mil litros de desinfetante, aos bombeiros de Oliveira de Azeméis e de Vale de Cambra. "Recebemos um contacto de outra cervejeira amiga a fazer-nos essa proposta para distribuir em algumas regiões. Mas decidimos que fazia mais sentido doar localmente, porque temos relações muito fortes com os bombeiros locais", diz Victor Silva, sócio da Vadia.

Não é por acaso que não se esquecem dos bombeiros: "Há dois anos, tivemos um incêndio na cervejaria que podia ter sido muito grave e as duas corporações vieram, se não fossem eles a cervejaria tinha ardido", conta Nicolas Billard, outro sócio. Os bombeiros, desta vez, nem precisaram de lhes pedir ajuda. "Sabemos que falta tudo a quem está no terreno. E eles têm de desinfetar ambulâncias e outros equipamentos no fim de cada utilização. Este produto é o ideal para isso. E sabíamos que iam ter falta dele", diz Victor Silva. Os sócios ainda tentaram produzir álcool-gel para doar a instituições, tantos foram os pedidos que receberam, mas não conseguiram um parceiro para destilar. Doaram antes máscaras e batas da produção. "Tudo o que conseguimos arranjar, doámos", conclui.

MEDIDAS

Guia para lares

A Câmara criou um guia de intervenção para ser seguido por lares no caso de haver doentes de Covid-19. E tem uma equipa técnica para acompanhar as IPSS e monitorizar os planos de contingência, zonas de isolamento, medidas de desinfeção e materiais de proteção individual. Em Cucujães, o lar de Santa Teresinha já registou óbitos e tem utentes internados.

Medidas apoio

A Autarquia compilou num manual todas as medidas do Governo, divididas por setores de atividade e para a população em geral. Lançou apoios como a isenção das taxas de ocupação do espaço público.

Desinfeção

Os espaços públicos mais usados pela população de todo o concelho estão a ser desinfetados diariamente. Há um e-mail e um site só para a Covid-19 no concelho.

Flores em campas

Em Oliveira de Azeméis, o Município vai colocar uma flor/arranjo em todas as campas do cemitério, que está fechado, substituindo simbolicamente os familiares nesta época pascal.

Outras Notícias