Incêndios

Vento acalma e bombeiros dominam grande parte do fogo em Azeméis

Vento acalma e bombeiros dominam grande parte do fogo em Azeméis

O vento que estava previsto para o início da noite desta terça-feira não veio e os bombeiros já controlam grande parte do incêndio em Oliveira de Azeméis

Depois de um atenuar da situação a meio da manhã, quando o fogo chegou a ter apenas uma frente ativa, os reacendimentos verificados entretanto voltaram a implicar o combate às chamas em quatro faces, pelo que às 17.30 horas o fogo estava a ser combatido por 423 bombeiros, 127 meios terrestres e três aeronaves.

A elevada temperatura e os ventos fortes que se faziam sentir ao final da tarde deixaram os responsáveis preocupados.

"Estamos com um problema muito sério para resolver porque o incêndio ficou com uma nova frente, em resultado dos ventos muitos fortes e da propagação para poente, e o fogo está a atingir uma dimensão muito grande, muito intensa, com os meios aéreos a concentrarem-se neste local", declarou à Lusa o presidente da autarquia e responsável pelo serviço local de Proteção Civil, Joaquim Jorge Ferreira.

O autarca disse que "não há pessoas em risco", com o Comando Distrital de Operações de Socorro de Aveiro a confirmar que só foi evacuada uma habitação isolada destinada a armazenamento de alfaias agrícola, mas admite que a defesa da população irá implicar "atenção redobrada durante a noite, na tentativa de se antecipar a orientação do fogo e procurar garantir que ele não evolui para zonas habitadas".

Referindo que "continuam a chegar ao local diversos meios" de combate ao fogo, Joaquim Jorge Ferreira acrescenta: "Isto ainda está para durar".