Ovar

Câmara de Ovar quer ver abolidas portagens na A29 e A25

Câmara de Ovar quer ver abolidas portagens na A29 e A25

O Executivo de Ovar, liderado por Salvador Malheiro, aprovou, esta quinta-feira, em reunião de Câmara Municipal, uma recomendação ao Governo no sentido de proceder à eliminação das portagens na A29 e na A25 ou à redução substancial das mesmas.

Está em causa a recomendação da extinção das portagens na A29 e A25, localizadas entre Esmoriz e Aveiro, ou, em alternativa, "proceder, de imediato e transitoriamente, à redução, nunca em valor inferior a 40%, do valor das taxas cobradas nos pórticos".

É, ainda, recomendada a reposição da variante à A29, entre Arada e Maceda, no concelho de Ovar, "conforme compromisso assumido pelo Governo e, até à data, não cumprido".

O documento aprovado será enviado para o Governo, através do Ministério do Planeamento e Infraestruturas, com conhecimento à Assembleia Municipal de Ovar, à Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro e à Assembleia da República.

Salvador Malheiro, presidente da Câmara Municipal de Ovar, considera que "a situação atual é uma verdadeira injustiça para os vareiros que já foram alvo de várias promessas por parte de diversos Governos".

A eliminação ou redução das portagens é justificada com "a localização geográfica, as acessibilidades, as várias atividades económicas e a componente fortemente industrial do território vareiro, que determinam que um grande fluxo de circulação no nosso território".

O Executivo lembra que a principal porta de entrada no concelho, a partir da A29, para quem circula do norte e do nordeste e leste, é o troço que liga Santa Maria da Feira a Ovar, no designado Restabelecimento 25, até à EN109, na freguesia de Maceda.

De uma análise efetuada pela autarquia e comparada ao custo das taxas aplicadas em trajetos realizados na totalidade em autoestrada, "foi possível aferir que o custo suportado pelos utilizadores da A29 e da A25, neste caso, para a deslocação de Esmoriz a Aveiro, é de € 3,50, o que corresponde ao custo de € 0,073 por km, enquanto o custo, por exemplo, de Esmoriz ao Porto é de € 0,017 por km e entre Esmoriz e Penafiel é de € 0,024 por km".

"Concluindo-se que é manifestamente injusto e desproporcional, inclusive numa ótica de desenvolvimento territorial harmonioso, solidário e sustentável, que o troço da A29 situado no território vareiro apresente dos custos mais elevados por quilómetro, assim como que os encargos associados à deslocação até Aveiro, pela A29 e a A25".