Premium

Carrinha dá a volta à vida de prostitutas e toxicodependentes

Carrinha dá a volta à vida de prostitutas e toxicodependentes

Já lá vão 10 anos a ajudar toxicodependentes, alcoólicos, prostitutas. Todos os dias a "Carrinha Dá a Volta" sai do Centro Comunitário de Esmoriz para fazer a ronda pelas estradas de Ovar.

Um psicólogo, uma enfermeira e uma técnica de ação social arrancam às 9 horas para fazer 60 quilómetros. Chamam-lhe o "giro". Dentro da carrinha, leva-se mais do que metadona, seringas ou preservativos. Leva-se companhia e respeito por opções de vida. Numa década, já foram ajudadas 500 pessoas.

São três horas e há paragens certas. Os utentes estão no lugar combinado. Se a carrinha demora, telefonam. Nuno Rechena, psicólogo, avisa: "Estamos quase aí". Nuno viu o projeto nascer quando "Ovar foi considerado território prioritário" em matéria de dependências. Antes, iam à procura, agora são os utentes quem os espera.