Covid-19

Marcelo anuncia reforço de equipamento médico para Hospital de Ovar

Marcelo anuncia reforço de equipamento médico para Hospital de Ovar

O Presidente da República anunciou que será reforçado, esta quinta-feira, o equipamento médico e de proteção disponível no Hospital de Ovar. Serão enviadas mil zaragatoas.

A informação foi prestada por Marcelo Rebelo de Sousa, por videoconferência, numa reunião com o presidente da autarquia, Salvador Malheiro, e com alguns profissionais de saúde que se voluntariaram para acompanhar a população infetada com Covid-19 no concelho, há uma semana sob estado de calamidade pública.

O chefe de Estado abordou as necessidades atuais do Hospital de Ovar, que pediu ao Governo mais profissionais de saúde, medicamentos essenciais e "expressamente mil zaragatoas". Na segunda-feira, a unidade começou a receber infetados em estado de gravidade intermédio e já acolhe 11 doentes nessas condições.

Marcelo Rebelo de Sousa lembrou que, nesta fase, os hospitais estão "em teoria" autorizados a contratar diretamente os médicos e outros profissionais de que precisem, dispensando autorização da tutela.

"Sabemos como isso é difícil nestas circunstâncias e daí o papel acrescido desses jovens [voluntários]. De facto, embora haja autonomia para contratar, com o estado de calamidade que se vive em Ovar e o estado de emergência no país, essa contratação é agora mais complexa e menos rápida", admitiu, anunciando que o Ministério da Saúde assumiu o compromisso "de disponibilizar ainda hoje mil zaragatoas para o Hospital de Ovar".

Sem mencionar como serão satisfeitas as outras necessidades listadas pelo Hospital de Ovar, nem comentar o pedido de Salvador Malheiro de mais testes de rastreio para o concelho, o Presidente da República agradeceu o trabalho desenvolvido pelas instituições locais, o sentido de responsabilidade da população e a disponibilidade dos profissionais de saúde.

A autarquia contabilizou 118 doentes, dois óbitos e cinco recuperações, e antecipou um aumento de diagnósticos positivos nos próximos dias, dada a crescente realização de testes para deteção da doença.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG