Ovar

Projecto da Aldeia do Carnaval é aprovado quinta-feira

Projecto da Aldeia do Carnaval é aprovado quinta-feira

O projecto relativo ao parque de 10 mil metros quadrados onde cada grupo de Carnaval de Ovar terá direito a um pavilhão próprio para desenvolvimento do seu trabalho vai quinta-feira a reunião de câmara, onde deverá ser aprovado por unanimidade.

Vinte grupos de Carnaval e quatro escolas de samba irão assim beneficiar daquilo que José Américo Sá Pinto, presidente da Fundação do Carnaval de Ovar e também vereador na autarquia, considerou "um sonho antigo da comunidade".

"O projecto vai finalmente a votação em reunião de Câmara", anunciou à Lusa o vereador, acrescentando que "está a contar com a unanimidade do Executivo, porque a obra é decisiva para o Carnaval de Ovar".

Na mesma reunião deverá também ser aprovado o lançamento do respectivo concurso público, de forma a que a obra possa arrancar no terreno antes do final de 2011.

"Trata-se de uma estrutura importantíssima enquanto espaço de criatividade e inovação", observou José Américo Sá Pinto.

"Os procedimentos do concurso público vão demorar vários meses, mas a obra deve arrancar antes do final do ano, devendo depois levar um ano a concluir".

O empreendimento pretende garantir a todas as colectividades de Ovar que se dedicam em exclusivo ao Carnaval um espaço que reúna as condições necessárias ao trabalho que desenvolvem ao longo de todo o ano -- a maior parte das vezes em espaços exíguos ou então ao ar livre, sob condições climatéricas adversas, quando a dimensão dos carros alegóricos a isso obriga.

A Aldeia do Carnaval irá também acolher uma praça de 1500 metros quadrados com um palco para concertos e espectáculos, e ainda dois outros pavilhões vocacionados para formação em áreas como carpintaria, serralharia e costura.

"No fundo, pode-se encarar toda esta área como um museu vivo do Carnaval de Ovar", realça José Américo Sá Pinto.

O espaço também deverá ser polivalente, pelo que a ideia "é pensá-lo de forma a que possa ser utilizado pela Protecção Civil em circunstâncias especiais que impliquem a necessidade de acomodar pessoas e bens", disse.

Após a recente revisão do projecto pela Divisão de Obras Municipais da autarquia, o investimento necessário à construção da Aldeia do Carnaval está agora estimado em dois milhões de euros e tem já assegurada uma comparticipação de 800 mil através do Quadro de Referência Estratégico Nacional.

A primeira medida anunciada para esta nova fase do projecto é o lançamento, esta quinta-feira, da loja virtual em que criadores de Ovar poderão vender os seus produtos "para qualquer destino no mundo".

José Américo Sá Pinto explicou ainda que a loja resulta do programa HECO -- Habitat de Experimentação e Criatividade de Ovar, que descreve como "transversal a todas as estruturas da Aldeia do Carnaval".

"O programa é dedicado a todos os criadores e artesãos do concelho", declarou, "e pretende dar-lhes a oportunidade de desenvolverem todos os seus sonhos, desde que reflictam uma visão empreendedora e com um bom potencial de negócio".

Outros Artigos Recomendados