Premium

A cadela que volta todos os anos ao Imaginarius

A cadela que volta todos os anos ao Imaginarius

Quando, há dois anos, o inglês Stephen Grant quase atropelou uma cadela em Portugal, a caminho do Imaginarius, na Feira, estava longe de imaginar que aquele bicho lhe mudaria a vida.

Levou-a consigo ao festival, ainda procurou os donos, mas acabou por adotá-la. E todos os anos fazem dois mil quilómetros para regressarem ao Imaginarius. "Ela tem passaporte português... Volto porque me apaixonei por Portugal e porque é o país dela".

Está a dormir na sua caravana, estacionada no parque dos Bombeiros da Feira, que é também a sua casa em Hurn, Inglaterra, e de Lucky - sortuda em português. "Ela foi, de facto, muito sortuda. E foi uma sorte para mim encontrá-la".