O Jogo ao Vivo

Santa Maria da Feira

Moradores da Amieira saíram à rua em protesto e não vão votar por falta de saneamento 

Moradores da Amieira saíram à rua em protesto e não vão votar por falta de saneamento 

"Nesta rua não vai haver votos para ninguém", garantiu um dos moradores da Rua da Amieira, na Freguesia de Souto, na Feira, que, esta sexta-feira à tarde, protestaram em frente às habitações pela inexistência de saneamento.

"Não vamos votar em ninguém porque não temos para onde meter os esgotos. Estamos a sofrer com este problema há muitos anos e nunca mais acabaram o ramal', afirmou António Pinho.

O morador diz que foram informados de que "estão à espera de expropriar terrenos", mas o processo nunca mais avança. "Andamos há anos nisto e nada mudou". Garante ainda que, além de terem decidido não votar, vão manifestar-se à Câmara.

Também Manuel Silva afirma que se trata de "uma situação ridícula". " Isto é um escândalo, as fossas são proibidas, mas não temos para onde enviar o esgoto", explicou.

"Isto é uma miséria, nestas eleições não há votos para ninguém", afirmou outro morador.

Célia Pereira diz que as fossas "estão cheias" e têm de ser despejadas "para os campos". "Qualquer dia vai para a estrada", afirma a moradora.

A rede de saneamento encontra-se praticamente construída pelo município na rua em causa, faltando apenas concluir uma parte final da estrutura.

PUB

Em maio passado, a Câmara Municipal e a concessionária Indaqua informavam, ao JN, que a conclusão das condutas estava "condicionada por direitos de passagem em terrenos particulares".

"Assim que esses terrenos sejam libertados, a restante rede será construída (pelo município) e as habitações em questão ligadas à rede pública de saneamento", referia nessa altura a Indaqua.

Em esclarecimento enviado esta sexta-feira ao JN, a autarquia afirmou que, depois de inúmeros entraves com a identificação dos proprietários dos terrenos necessários para passagem, "conseguimos finalmente encontrar uma alternativa que permitirá concretizar a ligação à rede de saneamento entre a Rua da Amieira e a Rua da Restauração".

"O processo está em curso, segue os trâmites normais e legais, pelo que prevemos a resolução do problema a curto prazo".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG