Economia local

Isenção de taxas e subsídio à Associação Comercial em S. João da Madeira

Isenção de taxas e subsídio à Associação Comercial em S. João da Madeira

Isenção de taxas, redução de rendas e atribuição de 21 mil euros à Associação Comercial são algumas das medidas aprovadas pela Câmara de S. João da Madeira para mitigar os efeitos negativos no comércio local da atual situação pandémica.

De acordo com a Autarquia, uma das medidas consiste na prorrogação, até ao final do próximo ano, da isenção de taxa de ocupação de espaço público com esplanadas e de taxa de publicidade.

Está contemplada também a prorrogação, neste caso até junho de 2021, da redução de rendas das empresas instaladas na Oliva Creative Factory e da isenção ou redução de taxas dos operadores do Mercado Municipal e do Centro Coordenador de Transportes.

Outra das medidas passa pela atribuição de um subsídio no montante de 21 mil euros à Associação Comercial, com vista a "facultar a ampla adesão dos estabelecimentos comerciais de São João da Madeira a uma plataforma de venda online e ao desenvolvimento dos trabalhos de divulgação e inserção em tal mecanismo".

O presidente da Câmara de S. João da Madeira, Jorge Sequeira, justifica que este pacote de medidas "continua uma política de apoio ao comércio local e pequenas empresas iniciada há alguns meses em função dos impactos severos da covid-19 na atividade económica".

Sobre o acordo com a Associação Comercial, explica que "visa capacitar o comércio tradicional para as vendas online, dotando-o de uma ferramenta para o futuro, procurando assim resolver a questão da redução das deslocações físicas aos estabelecimentos comerciais".

Em articulação com a associação, a Câmara assegura igualmente o prosseguimento do apoio no âmbito da informação e divulgação de medidas de ajuda governamental, da realização de campanhas de promoção do comércio local.

PUB

A Câmara assegura a avaliação permanente da situação económica do concelho, "tendo em vista a adequação e dimensionamento das medidas de apoio a adotar".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG