O Jogo ao Vivo

Exposição

Segmento do Muro de Berlim exposto em S. João da Madeira

Segmento do Muro de Berlim exposto em S. João da Madeira

Um segmento do Muro de Berlim pode ser visto na alameda da Oliva Creative Factory em S. João da Madeira, a propósito dos 30 anos sobre a queda deste muro, efeméride que é assinalada sábado, 9 de novembro.

Este segmento, retirado de Potsdamer Platz, foi adquirido pelos colecionadores Norlinda e José Lima.

A queda do muro teve lugar em 1989 e ficou marcada como um dos momentos mais importantes da história do século XX. A construção ocorreu no ano de 1961.

Tinha uma extensão de 66,5 km, três centenas de torres de observação e redes metálicas eletrificadas e foi erigido com o objetivo de proibir a circulação entre Berlim Oriental e Ocidental.

A zona Oriental, chamada de República Democrática Alemã (RDA) estava sob a influência da União Soviética e a zona oeste, chamada de República Federal Alemã (RFA) era controlada pelos Estados Unidos, Reino Unido e França, sendo o muro um dos maiores símbolos da opressão e da Guerra Fria.

Esta é "uma peça que traz para S. João da Madeira uma dimensão muito importante da história ocidental", sublinha o presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira, Jorge Vultos Sequeira.

"A união da Alemanha e a conquista da Liberdade são aspetos fundamentais da construção europeia, e é muito relevante que a nossa cidade tenha um marco raro nesse processo", sublinha o autarca.

Sábado, às 18.30 horas, decorre a inauguração das novas exposições do Centro de Arte Oliva onde pode ser visto este fragmento do Muro de Berlim, símbolo incontornável da história da Europa.

Outros Artigos Recomendados