Vale de Cambra

Voluntários telefonam aos mais velhos para quebrar isolamento

Voluntários telefonam aos mais velhos para quebrar isolamento

Voluntários mantêm contacto com pessoas que vivem em aldeias recônditas de Vale de Cambra. A Câmara assume preocupação com idosos e exige informação para delinear intervenção.

Vale de Cambra sentiu, na semana passada, uma subida de casos de Covid-19 no concelho, depois de o número de infetados ter duplicado, na sequência dos testes feitos no lar da Fundação Luiz Bernardo de Almeida, onde foram confirmados 51 idosos com o novo coronavírus. Nas contas da Câmara, há já mais de 100 casos no concelho. A Direção-Geral da Saúde só dá conta de 66.

"O lar desencadeou um crescimento exponencial. É a situação mais premente no concelho. Preparámos uma série de respostas de retaguarda a pensar nas instituições", refere o autarca José Pinheiro. Há já quatro espaços preparados, entre os quais uma unidade hoteleira, com 63 camas ao todo. Sete estão ocupadas por profissionais de instituições de solidariedade social.

O primeiro caso de infeção no concelho, um jovem de 20 anos que tinha estado em Espanha, diagnosticado a 16 de março, é também o primeiro recuperado, anunciou o edil.

José Pinheiro foi um dos autarcas que se indignaram contra a recente decisão do Ministério da Saúde de proibir a divulgação dos números de confirmados pelas entidades regionais. "Agora andamos a mendigar dados. Dados esses que nos permitem delinear estratégias, antecipar intervenções. Temos o direito à informação", defende

Solidariedade

PUB

Pelas ruas de Vale de Cambra há sensibilização diária e até outdoors sobre a Covid-19. E a solidariedade está presente num município muito industrializado. "As nossas empresas já produziram viseiras de proteção e há uma a começar a produzir máscaras", sublinha Pinheiro. O concelho afetou as verbas destinadas a eventos cancelados para apoio social e criou uma linha de emergência para pessoas isoladas.

Em Vale de Cambra, há muitos idosos a viver em aldeias recônditas. Duas vezes por semana, há voluntárias a telefonar-lhes. "Pergunto se estão bem, conto-lhes as notícias da terra, às vezes vezes ralho com eles". Há dois anos que Cecília Casal costuma visitar, com a irmã, o casal Germano e Judite, que vive na freguesia de Junqueira. Fazia isso no âmbito do projeto de voluntariado "Apadrinhamento de Idosos", uma parceria entre Câmara e ADRIMAG - Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Serras do Montemuro, Arada e Gralheira. As restrições da Covid-19 empurraram esta população para um maior isolamento, mas as 18 voluntárias colmatam essa situação pelo telefone.

"Eles ficaram muito tristes quando dissemos que não podíamos lá ir", conta Cecília, que resolveu o assunto com a ajuda do telefone. "A senhora está numa cadeira de rodas e ele vê muito mal. Eles não saem de casa e há poucas pessoas ali no lugar. Ficam tão contentes por lhes ligar, basta ouvir-nos para ficarem felizes. E aquela alegria deles também me faz bem a mim", sublinha.

Fátima Almeida também costumava visitar Maria Rosa da Vinha, 83 anos, com outra voluntária. Agora, liga-lhe três vezes por semana. "A senhora esteve hospitalizada e ligo para saber se está melhor. Ela afeiçoou-se muito a nós, já é como família". Fátima tem 68 anos, é voluntária há dois. "A pandemia agrava muito o isolamento. E Vale de Cambra, embora seja uma cidade, tem muito espírito de aldeia", refere.

Desconto na água

A Câmara anunciou a isenção do pagamento para consumidores domésticos do primeiro escalão de água, até 5 metros cúbicos durante o mês de março.

Proteção

Os Bombeiros de Vale de Cambra revelaram estar com falta de equipamento de proteção e fizeram um apelo à comunidade para a doação de material. A Câmara tem tentado suprir as faltas das instituições locais e encomendou fatos reutilizáveis para os bombeiros.

Linha de apoio

A Câmara criou uma linha de emergência social para apoiar a população vulnerável na compra de medicamentos e alimentos e oferece um cabaz alimentar de emergência para cinco dias. Lançou também uma linha gratuita para esclarecer questões ligadas aos animais de estimação.

Desinfeção

A Câmara está a fazer a desinfeção de espaços públicos: bermas, jardins, largos, zonas pedonais e praças, bem como contentores de resíduos na cidade. O mesmo processo é assegurado pelas juntas nas freguesias.

Eventos cancelados

Além do encerramento de todos os equipamentos públicos, o Município cancelou vários eventos, como as Festas de Santo António, a RunCambra, a Feira da Saúde e o Encontro de Teatro Amador.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG