Evento

Beja recebe em maio o NATO Tiger Meet

Beja recebe em maio o NATO Tiger Meet

A base aérea 11, sediada em Beja, vai receber, entre 10 e 22 de maio, a 56ª edição do NATO "Tiger Meet", definido como o maior encontro do mundo de Esquadras de voo Tigres, organizado pela Associação de Tigres da organização militar.

São esperados em Beja três mil militares e 100 aeronaves de 20 esquadras, oriundas de 14 países, 12 dos quais membros da NATO e dois convidados, a Suíça e a Áustria. Esta será a terceira vez que a base aérea 11 recebe o "Tiger Meet", as outras duas ocorreram em 1996 e 2002. A primeira vez que se realizou em Portugal foi em 1987, na base aérea 6, no Montijo.

A organização do evento pertence à Esquadra 301-Jaguares, da base aérea 5, em Monte Real, tendo o anúncio sido feito em maio do ano passado, dias depois da coroação dos vencedores da edição de 2019, que teve como cenário a base aérea 118, em Mont-de-Marsan, em França.

O aspeto publicitário mais visível da Associação de Tigres da NATO é o "Tiger Meet", durante o qual os esquadrões membros se reúnem para exercícios, conferências e encontros sociais.

A apresentar o evento, na Câmara de Beja, estiveram o Coronel Paulo Costa, comandante da base aérea 11, e o Coronel Carlos Lourenço, da Direção de Operações Aérea do Comando Aéreo, sediado em Monsanto. Ficou a saber-se que, no dia 17 de maio, será o dia de "Base Aberta", integrada nas comemorações do aniversário da Força Aérea, decorrendo diversas atividades paralelas na cidade.

A edição de 2019 do Nato "Tiger Meet" em França marcou o regresso, oito anos depois, da Esquadra 301-Jaguares, que representou a Força Aérea Portuguesa que valeu o Silver Tiger Trophy aos portugueses. Ao fim de nove dias de competição, os militares lusos arrecadaram o Tigre de Prata e ainda o Tiger Spirit Award (Prémio Espírito Tigre).

Para se ter uma real dimensão do "Tiger Meet", no ano passado, na base Mont-de-Marsn, em França, marcaram presença 24 esquadras, 14 das quais participantes em voos, quatro como observadores, dois como visitantes e quatro como participantes externos. Só da esquadra portuguesa, estiveram presentes 31 militares.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG