Beja

Conta Solidária angariou quase metade do dinheiro para reparar autoescada

Conta Solidária angariou quase metade do dinheiro para reparar autoescada

A conta solidária "Bombeiros Voluntários de Beja-Autoescada" ultrapassou, esta quinta-feira, a barreira dos 25 mil euros, duas semanas depois da iniciativa ter sido colocada no terreno.

A campanha que o grupo está a promover, denominado "Amigos dos BVBeja", regista quase metade dos 60 mil euros necessários para reparar o Veículo Escada 30 (VE30), o único existente na região, e que está avariado há alguns meses.

Como as entidades oficiais não respondiam aos apelos dos Bombeiros Voluntários de Beja, Bruno Ferreira, ator e comediante, Florival Baioa, historiador e líder do Movimento Beja Merece +, Manuel Conceição "Balito", reformado e ex-diretor dos bombeiros, Fernando e Luís Palma, agricultores, decidiram promover a angariação da verba necessária.

PUB

Na passada sexta-feira, ainda que sem garantias de verbas a disponibilizar pelo Governo, através da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e dos Municípios do distrito de Beja, através da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL), somente com o apoio até então conseguido na campanha solidária, a direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Beja (AHBVB) decidiu fazer a reparação do Veículo Escada 30 (VE30) que está inoperacional há alguns meses.

Na passada segunda-feira realizou-se a reunião do Conselho Intermunicipal da CIMBAL, onde ficou assente que "a maior responsabilidade do custo da reparação deveria ser da Câmara de Beja e da ANEPC e os restantes doze municípios ajudarem, caso o apoio conseguido não seja suficiente para fazer a reparação", disse António Bota, presidente da instituição.

Por seu turno Paulo Arsénio, presidente da Câmara de Beja disse que "a autarquia vai assegurar 10 mil euros e que os outros municípios" farão o que entenderem.

Os "Amigos dos BVBeja" abriram uma conta na Caixa de Crédito Agrícola Alentejo Sul, em Beja, com o IBAN: PT50 0045 6100 4035 9935 4924 8, onde podem ser depositados os donativos, sendo que ao abrigo da "Lei do Mecenato" as instituições/empresas podem usufruir de um benefício fiscal de acordo com o decreto-lei que regula o "Estatuto dos benefícios Fiscais".

Os contributos têm chegado um pouco de todo o país, entre cidadãos anónimos e empresas, o que leva a crer que o valor a arrecadar na conta solidária seja suficiente para cobrir a reparação total da autoescada dos BV Beja.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG