Beja

Corpo de homem que morreu em acidente foi levado por amigos para o hospital

Corpo de homem que morreu em acidente foi levado por amigos para o hospital

O cadáver de um cidadão indiano que morreu num acidente de carro, esta terça-feira de madrugada, foi transportado por amigos para o hospital José Joaquim Fernandes, em Beja. O homem foi a única vítima mortal do despiste da viatura onde seguia com um outro compatriota, colega de trabalho.

Gurpartab Singh, a vítima mortal, e o colega são trabalhadores agrícolas e residentes em Cabeça Gorda, concelho de Beja, sofreram o acidente quando seguiam para o local de trabalho, uma propriedade agrícola localizada no concelho de Serpa.

Após o despiste, que ocorreu cerca das 5.20 horas, na antiga Estrada Nacional 259, agora em terra batida, que liga Quintos à ponte sobre o rio Guadiana, ambas no concelho de Beja, o condutor ligou a dois amigos que se deslocaram ao local na viatura de um deles, tendo transportado a vítima para o hospital, sem alertar bombeiros e a GNR.

Após a chegada à unidade hospitalar, o médico de serviço estranhou a situação e alertou a PSP, que percebeu o que se tinha passado através de um dos homens que foi em socorro dos amigos e que fala português.

Uma patrulha do posto de Beja da GNR deslocou-se para o local do acidente, onde encontrou o furgão capotado, totalmente destruído, e uma enorme poça de sangue no lugar do pendura, onde viajava Gurpartab Singh.

Inquirido pelos militares, através do compatriota, o condutor do veículo afirmou que o acidente ocorreu "devido a um animal selvagem que se atravessou na estrada e ao travar a viatura esta derrapou na terra batida e acabou por capotar", justificou. Como não falava português e apavorado "ligou" para os amigos e quando transportaram Gurpartab para o hospital "este ainda estava vivo", garantiu.

Posteriormente foram acionados os operacionais do Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação (NICAVE) da GNR e os bombeiros de Beja, que fizeram a limpeza do local, depois de removida a viatura.

O JN apurou que a Guarda abriu um processo de inquérito, onde vão ser ouvidos o condutor do veículo, que deverá ser constituído arguido, os dois amigos indianos que ajudaram no transporte da vítima mortal e o médico de serviço no Hospital de Beja.

O corpo de Gurpartab Singh foi transferido para o Gabinete Médico-Legal de Beja onde vai ser autopsiado.

Outras Notícias