Saúde

Equipa do bloco operatório do Hospital de Beja com teste negativo à Covid-19

Equipa do bloco operatório do Hospital de Beja com teste negativo à Covid-19

Foram negativos os testes efetuados à maioria dos agentes que estiveram em contato com uma doente, de 95 anos, utente do lar do Centro Social dos Montes Altos, freguesia de Santana de Cambas, concelho de Mértola, e que foi operada na semana passada no Hospital José Joaquim Fernandes (HJJF), em Beja.

O JN apurou que todo o pessoal do Centro de Saúde de Castro Verde (CSCV) e os funcionários do lar que estiveram envolvidos na observação e transporte da doente, já foram testados e que o resultado foi também negativo. Quanto aos três operacionais dos Bombeiros de Ourique, envolvidos no transporte da idosa, só esta segunda-feira fizeram testes.

De acordo com informação do Conselho de Administração (CA) da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), "os profissionais de saúde que estiveram em contacto com a doente, os resultados dos testados foram negativos, acrescentando que se "cumpriram" todas as regras de testagem da Direção-Geral de Saúde (DGS) e que os testados "estão em quarentena", resumiram.

A situação foi despoletada no passado dia 28 de março, depois da idosa ter caído no lar e fraturado um membro inferior, tendo sido transportada numa viatura do lar para Castro Verde. Dado o seu estado foi acionada uma ambulância dos Bombeiros de Ourique para fazer o transporte para o Hospital de Beja, onde foi sujeita a uma intervenção cirúrgica.

A senhora foi depois sujeita ao teste para Covid-19, que resultou positivo, tendo de imediato sido colocadas em quarentena todos os agentes que estiveram em contado com a doente.

Entretanto, junto do Comando dos Bombeiros Voluntários de Ourique, o JN apurou que "só hoje [segunda-feira] os três operacionais envolvidos foram testados. Para descansar a população, foi emitido um comunicado, onde descrevemos a situação e garantimos que não há qualquer operacional infetado com Covid-19", justificou o comandante Mário Batista.

Foi colocada a possibilidade do encerramento do Serviço de Ortopedia e do Bloco Operatório que funcionam no 1º piso do Hospital de Beja, mas, o Conselho de Administração da ULSBA assegurou que "não foi abordado em tempo algum, o encerramento de qualquer serviço".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG