Covid-19

Equipa do bloco operatório do Hospital de Beja em quarentena

Equipa do bloco operatório do Hospital de Beja em quarentena

Uma equipa de saúde do bloco operatório do Hospital de Beja foi colocada de quarentena após participar numa operação a uma mulher, de 95 anos, que tinha sido transferida do Centro de Saúde de Castro Verde (CSCV), no passado sábado, 28 de março.

Em causa está um grupo de cerca de uma dezena de profissionais, entre médicos, enfermeiros e auxiliares do bloco operatório, que após o teste para Covid-19 ter dado positivo, foram colocados de quarentena.

Segundo apurou o JN, a idosa, utente do lar do Centro Social dos Montes Altos, freguesia de Santana de Cambas, concelho de Mértola, fraturou uma perna e foi transportada numa viatura da instituição para o CSCV.

O conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) "confirmou a situação", garantindo ter seguido todas as normas de atuação e, "após ato cirúrgico urgente, foi feito o teste à doente que deu positivo". A administração acrescentou que, em conjunto com a Unidade Pública de Saúde, "decidiu colocar de quarentena a equipa de saúde que prestou os cuidados à doente".

A ULSBA justificou que os elementos da equipa de saúde "farão testes os profissionais que foram sinalizados para esse fim", sem quantificar o número de pessoas.

Quando colocado perante a possibilidade de encerramento do serviço de Ortopedia e do bloco operatório, a administração da ULSBA assegurou que "não foi abordado em tempo algum o encerramento de qualquer serviço".

O JN sabe que entre os elementos da equipa de saúde colocada de quarentena há um voluntário dos Bombeiros de Beja, que não teve contacto com colegas no quartel. Isolados estão os três elementos do corpo de bombeiros de Ourique que transportaram a idosa do Centro de Saúde de Castro Verde para o Hospital de Beja, estando também a aguardar a efetivação de testes.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG