Beja

Queixa no MP contra chumbo do Orçamento da Câmara de Beja

Queixa no MP contra chumbo do Orçamento da Câmara de Beja

A maioria comunista na Assembleia Municipal de Beja chumbou, na noite desta terça-feira, o Orçamento para 2012 da Câmara, com o executivo socialista liderado por Jorge Pulido Valente a garantir que "vai apresentar queixa no Ministério Público".

Segundo o autarca socialista, a não aprovação do Orçamento até ao final do corrente ano pela AMB "é uma ilegalidade " e, segundo Pulido Valente, a ser dada razão "haverá a convocação de eleições antecipadas", justificou.

A posição de Jorge Pulido Valente é sufragada, segundo este, "por um parecer da Associação Nacional de Municípios", onde atribui a responsabilidade da não provação "em tempo útil do orçamento", e que pode levar à sua dissolução e consequentes "eleições antecipadas".

Desde o 25 de Abril, esta é a primeira vez que o Orçamento é chumbado pela maioria na Assembleia Municipal, um documento que tinha sido aprovado na autarquia pela maioria PS e que mereceu os votos contra da CDU

O Orçamento contou ainda com o chumbo do eleito do Bloco de Esquerda, quatro abstenções, três do PSD e uma do PS, e os votos contra dos restantes eleitos do Partido Socialista.

João Paulo Râmoa, antigo Governador Civil e vereador no anterior mandato, que liderada a bancada PSD, justificou que "começou a campanha eleitoral para as Autárquicas de 2013".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG