Fogo

Salamandra provoca incêndio em palacete de Beja

Salamandra provoca incêndio em palacete de Beja

Uma salamandra de pellets de madeira, pequenos cilindros prensados feitos de subprodutos de serração, que ficou a arder durante a noite de segunda-feira, deu origem a um incêndio no primeiro andar de um palacete no Largo do Salvador, em Beja.

"O incêndio começou no primeiro andar na divisão onde estava instalada a salamandra", revelou ao JN o comandante dos Bombeiros de Beja, Pedro Barahona, citando o relato feito pela proprietária do edifício. O patamar ficado inabitável porque o telhado abateu.

Das três pessoas que vivem no enorme edifício com cerca de 50 divisões no rés-do-chão e primeiro andar, "uma foi assistida no local", não tendo sido necessário transportá-la ao hospital, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja.

O alerta foi dado às 3.26 horas e foi considerado dominado uma hora e meia depois.

O edifício fica situado a poucos metros da antiga Escola Primária do Salvador, onde funcionam diversas valências do Comando Distrital de Beja da PSP e o edifício do Comando Territorial de Beja da GNR, que nunca estiveram em perigo.

No local estiveram 30 operacionais dos Bombeiros Voluntários de Beja e da PSP, apoiados por 12 veículos.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG