Beja

Surto no lar da aldeia de Salvada com 19 infetados

Surto no lar da aldeia de Salvada com 19 infetados

Há um surto de covid-19 no lar de idosos da aldeia de Salvada, concelho de Beja, propriedade da Fundação Joaquim Honório Raposo. Neste momento, há 19 infetados, 11 utentes e oito funcionários.

Os funcionários e os familiares dos utentes infetados foram avisados ao início da noite deste sábado, altura em que foram conhecidos os resultados dos testes efetuados na passada quinta-feira.

A Fundação tinha doze utentes, mas na passada segunda-feira, uma mulher de 82 anos faleceu no Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, vítima da doença.

A Fundação Joaquim Honório Raposo é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), que foi criada pela Junta de Freguesia de Salvada para cumprir o testamento de um empresário da terra, que deixou diversos bens para a criação do organismo. Por inerência o presidente do Conselho de Administração é o presidente da Junta de Freguesia, Sérgio Engana.

Depois dos lares da Mansão de São José e Centro Paroquial e Social do Salvador, ambos em Beja, com o registo de 16 mortos e mais de 100 infetados, o surto no lar de Salvada é o que regista, neste momento, o maior número de infetados entre utentes e funcionários.

Segundo os últimos dados da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), até às 24 horas desta sexta-feira, 15 de janeiro, no concelho de Beja, há 527 casos ativos. O Município já registou desde o início da pandemia 1268 casos, 716 recuperados e 25 óbitos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG