Ferreira do Alentejo

Cavalos apreendidos vão ser vendidos

Cavalos apreendidos vão ser vendidos

O IRA-Intervenção e Resgate Animal esteve, esta sexta-feira, reunido com os responsáveis da Direção Geral de Alimentação e Veterinária, em Beja, para questionar o destino dos cavalos apreendidos em Ferreira do Alentejo. O grupo teve a garantia que os 54 animais serão vendidos.

Mais de 100 cavalos foram apreendidos, no início de novembro, durante uma fiscalização a duas explorações pecuárias, nos concelhos de Aljustrel e Ferreira do Alentejo, no distrito de Beja.

Em comunicado, a GNR adiantou que o Comando Territorial de Beja, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Aljustrel, apreendeu 104 cavalos. A fiscalização da GNR foi efetuada na sequência de uma denúncia para a linha SOS Ambiente e Território.

A GNR fiscalizou 115 cavalos, dos quais 104 foram levados por falta de identificação e de condições de salubridade.

No início desta semana, o IRA já se tinha dirigido à exploração onde os cavalos foram colocados e confirmou que 14 dos animais tinham morrido à fome.

Após a chegada ao local onde os cavalos se encontravam mortos há já alguns dias, o IRA alertou a GNR que se deslocou para a exploração, tendo posteriormente sido aberta uma vala onde os catorze animais foram enterrados.