Ferreira do Alentejo

Incêndio durante a madrugada fez estragos em fábrica de bagaço no Alentejo

Incêndio durante a madrugada fez estragos em fábrica de bagaço no Alentejo

Um incêndio deflagrou na madrugada desta segunda-feira numa fábrica de bagaço na aldeia de Fortes, a pouco mais de 15 quilómetros de Ferreira do Alentejo, que estava a laboral, mas não há feridos a registar.

O incêndio deflagrou na zona da secagem do bagaço, tendo o alerta sido dado às 3.49 horas, e foi dado como dominado cerca das 6.45 horas, tendo mobilizado 18 operacionais dos Bombeiros Voluntários de Ferreira do Alentejo (BVFA) e GNR, apoiados por seis veículos. Cerca das 10 horas, foi dado como extinto.

O fogo ocorreu num tambor de secagem com cerca de 50 metros de comprimento e 6 de diâmetro. "Não há registo de feridos entre os trabalhadores", disse ao JN o comandante dos BVFA, António Gomes, adiantando uma explicação para o incidente.

"Terá ocorrido uma avaria no tambor que é aquecido por caldeiras. Ao parar, o bagaço que estava dentro do cilindro começou a arder", rematou António Gomes.

Além do tambor, as chamas causaram estragos nas ligações elétricas e terão danificado outros equipamentos, nomeadamente tapetes rolantes.

A fábrica fica localizada na aldeia de Fortes, concelho de Ferreira do Alentejo. Apesar de não ter habitações por perto, esteve debaixo dos protestos da população e ambientalistas, durante muito tempo, devido a alegados problemas ambientais que geraria.

Resultado da luta liderada pela Associação Ambiental das Fortes, o caso chegou à Assembleia da República, onde foram reclamadas ao Governo "medidas urgentes", que levou à suspensão da laboração.

PUB

Depois de feito o anúncio e o investimento de 1,2 milhões de euros para reduzir o impacto ambiental da atividade e cumprir as medidas impostas para retomar a laboração, a fábrica voltou a trabalhar.

Outras Notícias