Covid-19

Bombeiros fazem peditório interno para comprar material de proteção

Bombeiros fazem peditório interno para comprar material de proteção

Direção, comando, quadro ativo, estagiários e funcionários da Associação Humanitária dos Bombeiros de Mértola promoveram um peditório interno e angariaram 150 euros para que a instituição possa comprar material de proteção individual.

A iniciativa partiu do comandante da corporação, Jorge Santos, depois da vice-presidente da direção ter escrito na página de Facebook da Associação que está "a fazer um enorme esforço financeiro para adquirir material de proteção".

Margarida Lopes denunciou não ter "recebido qualquer ajuda" por parte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) e que "os nossos bombeiros necessitam da sua ajuda, porque estando na linha da frente, não possuem os equipamentos necessários para se protegerem e protegerem aqueles que necessitam dos nossos serviços".

Das 30 mil máscaras que os corpos de bombeiros receberam do Ministério da Administração Interna, através da ANEPC, na passada segunda-feira, os bombeiros de Mértola receberam 30. Só para o serviço diário de hemodiálise, os voluntários da "Vila Museu" necessitam de cerca de meia dúzia de máscaras.

"Orgulho dos homens que comando", justificou o comandante dos Bombeiros de Mértola, deixando a garantia que os Bombeiros de Mértola "estão presentes na sua nobre, mas difícil e arriscada missão de defender as pessoas com os poucos meios de proteção individual e sujeitos a serem infetados".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG