Natal

Presépio feito de lixo com 55 imagens volta a encantar Mértola

Presépio feito de lixo com 55 imagens volta a encantar Mértola

"Do lixo faço arte" é o título do presépio patente em Mértola até ao próximo dia 6 de janeiro, da autoria do artista António Costa, conhecido como Toy Costa.

A obra é dedicada ao filho Ricardo, que morreu atropelado no dia 19 de novembro de 2021.

A exposição está na Tenda Multiusos, com uma área de 250 metros quadrados, transformada num espaço circulante cheio de magia e encanto, composto por 55 imagens em tamanho real. Desde o Menino Jesus, José e Maria aos três Reis Magos e aos anjos, a obra representa uma viagem única pela quadra natalícia.

PUB

Todas as figuras e cenários são feitos com materiais recicláveis, como tecidos, papel e objetos cerâmicos que António Costa vai recolhendo junto aos contentores do lixo ou nas lixeiras. Para dar vida aos seus personagens, o artista recicla motores de eletrodomésticos. De toda esta envolvente nasceu o nome "Do lixo faço arte", presépio que, este ano, começou a ser preparado no mês de agosto.

A ideia de construir a cena mais icónica do Natal nasceu em 2001, quando, numa viagem da autarquia, António visitou o Vaticano e viu um presépio que nunca mais lhe saiu da cabeça. No ano de estreia, a mostra teve sete imagens. Número que em 2015 aumentou para 30 e em 2019 para 46. No ano passado, contou com mais de meia centena de figuras.

O presépio "Do lixo faço arte" pode ser visitado até ao dia 6 de janeiro, das 9 às 13 horas e das 14 às 19 horas. A entrada é gratuita.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG