Odemira

Autarca de Longueira-Almograve espera "nova etapa" com fim da cerca

Autarca de Longueira-Almograve espera "nova etapa" com fim da cerca

A presidente da Junta de Freguesia de Longueira-Almograve considerou que o levantamento da cerca sanitária devido à covid-19 "não resolve o problema de Odemira", mas disse esperar que comece "uma nova etapa" no concelho.

"O levantamento da cerca hoje anunciado pelo primeiro-ministro não resolve o problema de Odemira, nem das freguesias", mas "esperemos que hoje comece uma nova etapa, que seja feita uma retrospetiva do que aqui se passou", afirmou à agência Lusa a presidente da junta, Glória Pacheco.

Segundo a autarca, é necessário que, após o fim da cerca sanitária que tem vigorado em Longueira-Almograve e São Teotónio, duas das 13 freguesias do concelho de Odemira, "sejam identificados os prevaricadores" e "devidamente castigados".

A presidente da Junta de Freguesia de Longueira-Almograve disse esperar que, agora, "o que estava menos mal seja corrigido e o que estava bom possa continuar". E que o primeiro-ministro "não se esqueça que, além dos imigrantes, há muito mais em Odemira e que há situações que urge que sejam solucionadas", acrescentou. "Também temos naturais" do concelho "a viver mal, pessoas com habitações, se calhar, pouco dignas", argumentou Glória Pacheco.

É preciso que "o primeiro-ministro olhe para Odemira como um todo" e "que trate Odemira bem, porque cabemos cá todos" e o concelho "recebe bem", afiançou. E, frisou a autarca, "já que vem aí tanto dinheiro da Europa", através do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR) a que aludiu hoje o chefe do Governo, há que "aproveitá-lo para melhorar as condições de vida de todos".

Já Alberto Guerreiro, presidente da Câmara Municipal de Odemira, relembra que, devido à cerca sanitária em duas das 13 freguesias do concelho, "muitos tiveram situações de danos, prejuízos e de alguma dificuldade no dia-a-dia das suas vidas". O que "se traduz em perdas de rendimento", pelo que o município vai discutir com o Governo "forma de haver compensação", revelou o autarca.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG