Exclusivo

A luz que mudou a vida na Serra de Serpa

A luz que mudou a vida na Serra de Serpa

Seis dezenas de moradores de 25 montes desfrutam da chegada da eletricidade.

Dependiam de geradores, baterias, placas solares, mas agora basta carregar no interruptor para terem energia elétrica nas habitações, oficinas ou estábulos. É assim há poucos meses em 25 montes e explorações agrícolas na "Serra de Serpa". Na primeira fase, há cerca de década e meia, com um investimento total do Estado, foram eletrificadas mais de 200 habitações e explorações. A última beneficiou e mudou a vida de 60 pessoas.

Hoje, nas duas dezenas e meia de locais isolados nas zonas da Neta e Pulo do Lobo, naquele concelho da margem esquerda do rio Guadiana, conservar alimentos, ver televisão, carregar o telemóvel ou instalar uma máquina de ordenhar ovinos são possíveis depois do trabalho da Associação de Moradores da Neta e Pulo do Lobo (AMNPL). "Foram quatro anos de persistência" perante a EDP Distribuição (agora E-Redes) e do Governo, com o apoio da Câmara de Serpa, lembra Joaquim Falé, presidente da associação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG