Covid-19

Concelho de Serpa tem 13 casos positivos, mas DGS só contabiliza três

Concelho de Serpa tem 13 casos positivos, mas DGS só contabiliza três

Os três casos positivos que a Direção-Geral de Saúde (DGS) voltou a apresentar este sábado no Relatório de Situação Covid-19, para o concelho de Serpa, no distrito de Beja, não refletem os dados apresentados na reunião das entidades de saúde da região, confirmados pelo presidente da Câmara.

O concelho de Serpa tem 13 casos positivos confirmados de Covid-19, sendo que o foco com 12 casos está localizado em Vila Verde de Ficalho, localidade que fica a cerca de 8 quilómetros do povoado espanhol de Rosal de la Frontera.

Os números foram confirmados pelo JN junto de uma fonte das autoridades de saúde/Proteção Civil que partilham por videoconferência os dados diários dos 13 concelhos do distrito de Beja, exceto Odemira, que estão na área de influência da Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL) e Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA).

Dos 12 casos de Vila Verde de Ficalho, 11 dizem respeito a pessoas que estiveram num almoço num espaço comercial da localidade, tendo nove sido confirmados na sexta-feira e os outros dois já na reunião deste sábado. O outro caso diz respeito a uma mulher de 80 anos, utente do Centro Social São Jorge e Senhora das Pazes, em Vila Verde de Ficalho, que desde a passada segunda-feira está internada no Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja. Os restantes utentes e os funcionários do lar já fizeram os testes, que se revelaram negativos.

O 13.º caso está confinado à cidade de Serpa e diz respeito a uma mulher de um grupo de 45 pessoas que esteve na Argentina de visita a uma feira agropecuária e regressou a Portugal com escala em São Paulo, no Brasil.

As situações reportadas na sexta-feira sobre o concelho foram confirmadas por Tomé Pires, presidente da Câmara de Serpa, que em comunicado que ativava o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil, revelava "a existência de 11 casos no concelho".

Dois casos em lares

PUB

Outro caso positivo num lar foi conhecido na sexta-feira no concelho de Mértola, confirmado através de uma comunicação do presidente da autarquia, Jorge Rosa, revelando que se tratava de "uma utente do Centro Social dos Montes Altos, freguesia de Santana de Cambas". O autarca justificou que "após a confirmação oficial pela Direção Geral de Saúde foram de imediato acionados os procedimentos adequados à situação". "As instalações do Centro Social dos Montes Altos foram encerradas, e os utentes e funcionários irão permanecer no interior do edifício, até serem efetuados os testes a todos e a todas", rematava.

A doente é uma senhora de 95 anos, que está internada no Hospital de Beja, na sequência de uma queda que ocorreu no lar do Centro Social no passado sábado, tendo inicialmente sido transportada para o Centro de Saúde de Castro Verde numa viatura da instituição.

Quatro bombeiros em quarentena

O caso da idosa de Mértola já levou à colocação em quarentena de quatro bombeiros, três da corporação de Ourique e um de Beja.

A idosa foi transportada para o Centro de Saúde de Castro Verde numa viatura do Centro Social e, posteriormente, dado o estado de saúde, foi transportada pelo Bombeiros Voluntários de Ourique para o Hospital de Beja, onde viria a ser alvo de uma intervenção cirúrgica de ortopedia e foi no Bloco Operatório que um voluntário dos bombeiros de Beja, funcionário no hospital, contactou com a doente.

O JN confirmou os casos de quarentena junto dos comandos das duas corporações, que garantiram que os operacionais "já estão em isolamento profilático aguardando que lhes sejam feitos os testes de despistagem do Covid-19".

No distrito de Beja há 22 casos positivos

Os dados apurados este sábado pelo JN junto de fonte das autoridades de saúde/Proteção Civil revelam que há 22 casos nos catorze concelhos do distrito: Serpa - 13, Beja - 3, Almodôvar - 2, e Mértola, Odemira, Castro Verde e Cuba com um caso cada.

Outras Notícias