O Jogo ao Vivo

Autarquia

Ex-presidente da Câmara de Serpa regressa à Câmara de Beja como técnico

Ex-presidente da Câmara de Serpa regressa à Câmara de Beja como técnico

Treze anos depois, o ex-presidente da Câmara de Serpa e presidente da Assembleia Municipal daquela cidade, regressou esta quarta-feira ao seu local de trabalho de origem, a Câmara Municipal de Beja, enquanto técnico superior.

Natural de Pias e residente em Serpa, Tomé Pires, 40 anos, é Engenheiro Técnico Civil de formação e foi coordenador na Divisão de Obras Municipais da Câmara Municipal de Beja entre 2005 e 2008.

Em janeiro de 2009, assumiu funções de vereador da Câmara Municipal de Serpa. Em resultado das eleições autárquicas de outubro de 2009, foi eleito vereador da Câmara Municipal de Serpa e acumulou o cargo de Vice-presidente até novembro de 2012, data em que assumiu a presidência da Câmara, após a renúncia de João Rocha.

Nas eleições autárquicas 2013 e 2017 foi novamente eleito para o cargo de Presidente da autarquia. Nas últimas autárquicas Tomé Pires não foi indicado para um possível terceiro mandato, tendo sido indicado como cabeça de lista da CDU para a Assembleia Municipal de Serpa cargo para que foi eleito.

Após deixar o cargo de presidente da autarquia da "Cidade Branca", Tomé Pires pediu a sua reintegração nos quadros da Câmara Municipal de Beja, enquanto técnico superior, tendo ontem assumido o lugar.

Desconhecem-se as funções que lhe foram distribuídas na Divisão de Obras Municipais da edilidade bejense ou se Pires, ao abrigo da Lei da Mobilidade na Função Pública, vai pedir a sua transferência para a autarquia serpense, cidade onde tem a vida instalada.

Outro caso na Câmara de Beja

PUB

Após a derrota para João Rocha (CDU) e ter deixado o cargo de presidente da Câmara Municipal de Beja, Jorge Pulido Valente pediu a sua reintegração do quadro da edilidade como Técnico Superior, tendo em 16 de outubro de 2013 regressado à condição de funcionário, sendo ao mesmo tempo vereador na Oposição, eleito pelo Partido Socialista.

Posteriormente voltou a deixar a autarquia de Beja e entre 2015-2020 foi vice-presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo.

Em 5 de janeiro do corrente ano, depois de regressar à autarquia e ao abrigo da Lei da Mobilidade na Função Pública, Jorge Pulido Valente, enquanto Técnico Superior ingressou nos quadros da Câmara Municipal de Mértola.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG