Saúde

Seis dos 19 infetados com Covid-19 em Serpa dados como curados

Seis dos 19 infetados com Covid-19 em Serpa dados como curados

A Câmara Municipal de Serpa revelou que seis dos 19 infetados com Covid-19 no concelho foram dados como recuperados, estando entre eles uma octogenária utente do lar de Vila Verde de Ficalho.

Após informação da Unidade de Saúde Pública, o presidente da autarquia, Tomé Pires, indicou que o concelho tem 19 casos positivos - 18 em Vila Verde de Ficalho e um na cidade de Serpa - e congratulou-se com "a boa notícia que foi o anúncio da recuperação dos seis munícipes".

O primeiro alerta aconteceu a 1 de abril, quando foi tornado público o caso positivo de uma mulher de 80 anos, utente do lar do Centro Social de São Jorge e Senhora das Pazes, em Ficalho, vila fronteiriça com Rosal de la Frontera (Espanha), que tinha sido internada no dia anterior no Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja.

Quatro dias depois, o município já registava 13 casos, sendo que 12 estavam localizados na vila raiana - além da octogenária, os outros casos teriam resultado de uma confraternização ocorrida dias antes. A 9 de abril, o concelho registava 17 casos, sendo que 16 estavam radicados em Vila Verde de Ficalho.

O caso mais marcante dos seis recuperados é o da utente do lar que foi admitida no Hospital de Beja a 31 de março, onde se manteve internada até ao dia de 15 abril. A octogenária, que foi a primeira utente de um lar no distrito de Beja a dar positivo para Covid-19, foi também o primeiro doente a ser dado como recuperado na unidade hospitalar bejense.

O principal fator de controlo da expansão da infeção esteve na forma como a Câmara Municipal de Serpa atacou a situação desde 11 de março, dia em que a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a pandemia de Covid-19. Desde a ativação dos vários planos, à criação de medidas de recurso e combate à pandemia e aos apoios sociais. "Todas estas medidas foram pensadas tendo em conta as novas dificuldades dos nossos munícipes, da nossa sociedade e das nossas instituições", resumiu Tomé Pires.

Outras Notícias