Covid-19

Surto no lar da Misericórdia de Serpa com quatro óbitos

Surto no lar da Misericórdia de Serpa com quatro óbitos

O número de vítimas mortais do surto de covid-19 no lar da Santa Casa da Misericórdia de Serpa, no Alentejo, subiu para quatro, com a morte de mais dois utentes.

Os dois utentes, um homem e uma mulher, com idades na casa dos 80 anos, morreram no Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja, onde estavam internados, precisou António Sargento, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Serpa (SCMS), no distrito de Beja.

O surto de covid-19 identificado no Lar de S. Francisco, propriedade da SCMS, infetou 88 pessoas, nomeadamente 74 utentes - quatro dos quais morreram - e 14 funcionários.

PUB

Segundo o provedor, atualmente, há 70 utentes infetados com o vírus que provoca a doença covid-19, sendo que 62 estão no lar, a maioria sem sintomas, e os restantes oito internados no hospital de Beja.

Já os 14 funcionários infetados estão em casa, em isolamento, a maioria sem sintomas, e os 15 utentes do lar que não estão infetados encontram-se alojados na Zona de Concentração e Apoio à População (ZCAP), situada no Pavilhão Municipal dos Desportos Carlos Pinhão, em Serpa, acrescentou António Sargento.

O primeiro caso de infeção confirmado no Lar de S. Francisco foi o de um funcionário, que, após começar a ter sintomas, fez um teste de despiste do vírus da covid-19, cujo resultado positivo foi conhecido no passado dia 24 de novembro.

António Sargento disse que já está resolvido o surto de covid-19 detetado em outubro na Unidade de Cuidados Continuados de Média e Longa Duração da SCMS e que infetou 13 pessoas, nomeadamente sete utentes e seis profissionais, sendo que todos recuperaram.

À exceção de duas utentes, que precisaram de internamento, no hospital de Beja, todos os restantes utentes infetados foram tratados na própria unidade, numa ala dedicada à covid-19 e criada no âmbito do plano de contingência da instituição, "evitando a sobrecarga do Sistema Nacional de Saúde", frisou.

O concelho de Serpa faz parte da lista de 78 concelhos com risco muito elevado de transmissão do vírus que provoca a doença covid-19, a qual foi aprovada pelo Governo no sábado passado e está em vigor desde quarta-feira e até dia 23 de dezembro.

O mais recente boletim da situação epidemiológica no concelho de Serpa regista 274 pessoas infetadas pelo vírus da covid-19 desde o início da pandemia, das quais 144 estão com infeções ativas, 124 já recuperaram e seis morreram.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG