Protesto

"Cobertura provisória" põe fim a boicote em escola de Barcelos

"Cobertura provisória" põe fim a boicote em escola de Barcelos

Uma "cobertura provisória" das salas de aula da EB1/J1 de Fraião, em Tamel São Veríssimo, freguesia de Barcelos, pôs fim ao boicote dos alunos às aulas.

Devido às obras de remoção de amianto, numa semana em que choveu com muita intensidade, as salas ficaram inundadas e sem condições para serem utilizadas.

O apelo de boicote às aulas, feito pela associação de pais, teve uma adesão de 100%, mas esta quarta-feira as crianças já puderam regressar. "As salas de aula encontram-se bastante melhores, uma vez que a cobertura provisória evitou que voltasse a entrar água nas mesmas. Com a colocação de desumidificadores e a abertura das janelas para arejamento, a humidade existente reduziu quase na totalidade", refere a associação de pais em comunicado.

No entanto, os pais lembram que ainda existe "um pequeno odor a humidade" nas salas de aula e que no "refeitório e polivalente ainda há pequenas infiltrações".

A associação de pais, apesar de recomendar o regresso às aulas, aguarda a "decisão final" do delegado de saúde, que fez nova inspeção à escola na passada segunda-feira.

Por fim, os pais lembram que vão "continuar a lutar pelos direitos" dos filhos e que "a situação não está resolvida, encontra-se apenas remediada".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG