Fogo

Incêndio deixa 54 empregos em risco em Barcelos

Incêndio deixa 54 empregos em risco em Barcelos

Um incêndio reduziu praticamente a escombros uma fábrica em Balugães, Barcelos.

A unidade dedicava-se ao fabrico de móveis, expositores e componentes para a indústria em acrílico, plásticos e madeira. Empregava 54 trabalhadores, que veem agora o futuro incerto. "Espero que os proprietários, que também são daqui, de Balugães, tenham coragem para reerguer esta empresa, importante para o tecido económico da freguesia", afirmava o presidente de Junta, Paulo Fagundes. Ainda segundo o autarca, a zona de descargas terá sido a mais afetada. "Os escritórios foram a área que menos sofreu com o incêndio", rematou.

A Nevacril dedicava-se especialmente à exportação. Com muitos vernizes e tintas também no interior da fábrica, as operações dos meios de socorro foram altamente dificultadas pelos materiais inflamáveis. Apesar do aparato, não houve feridos a lamentar.

Ainda não são desconhecidas as causas do incêndio. O local foi selado e a Polícia Judiciária deverá iniciar diligências no local esta quarta-feira de manhã.

As chamas foram combatidas por mais de quatro dezenas de operacionais, das corporações de Barcelos, Barcelinhos, Viatodos e Vila Verde, num total de 16 viaturas. O responsável pela proteção civil e a GNR também foram chamados ao local.

O alerta foi dado pouco depois das 18.30 horas. O incêndio foi dado como dominado cerca de duas horas depois do alerta.

Outras Notícias