O Jogo ao Vivo

Barcelos

Laboratório cativa crianças do meio rural para o mundo da robótica

Laboratório cativa crianças do meio rural para o mundo da robótica

Projeto está localizado em Macieira de Rates, freguesia que dista cerca de 15 quilómetros do centro de Barcelos.

Cativar crianças do meio rural para o mundo da robótica é um dos grandes objetivos da associação Intensify World. Localizado em Macieira de Rates, freguesia que dista cerca de 15 quilómetros do centro de Barcelos, o laboratório de robótica desenvolve atividades para que os estudantes das redondezas tenham contacto e ganhem gosto pelas novas tecnologias. Foi o caso do Workshop de Impressão 3D, que se realizou este sábado, e que contou com a presença de diversos miúdos da freguesia.

Rita Miranda, de 13 anos, estuda no 7.º ano e participa pela primeira vez numa iniciativa da associação barcelense. O intuito é "aprender um pouco mais" sobre as novas tecnologias e "perceber como tudo funciona". Natural de Macieira de Rates, fala da importância destes eventos no "acesso às mesmas oportunidades" que têm as pessoas que moram nos centros urbanos.

Já Diogo Santos, de 16 anos, está no 10.º ano e inscreveu-se no workshop por ser "um curioso pela área". Refere a "proximidade" como um fator fundamental para ter participado na atividade já que, caso contrário, "não tinha acesso a este mundo".

Partilha de conhecimento

A associação Intensify World completou três anos em fevereiro e tem vencido diversos prémios na área da robótica. Luís Dias, um dos três mentores do projeto, lembra que o laboratório de robótica, instalado na sede da junta de Macieira de Rates, é "um espaço de partilha de conhecimento, aberto à comunidade".

O responsável salienta a importância destas atividades para que as crianças "ganhem interesse para este tipo de áreas". "É difícil, num meio rural, cativar os jovens para aqui porque, culturalmente, estão formatados para outro tipo de atividades. Por isso desenvolvemos este tipo de iniciativas", explica Luís Dias.

PUB

Não são só os mais novos que utilizam o laboratório de robótica. A associação tem, também, protocolos com a Universidade do Minho e com o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, para que os estudantes possam colocar em prática o que aprenderam. Contudo, alunos de outras universidades também marcam presença assídua no espaço.

É o caso de Alexandre Miranda, de 23 anos, aluno do terceiro ano de engenharia eletrotécnica na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. O jovem da Póvoa de Varzim aplica na prática o que aprendeu na universidade e já dá uma ajuda nos workshops. "Estas iniciativas fazem com que as crianças ganhem interesse por isto da tecnologia e da robótica e é uma forma mais divertida de adquirir conhecimentos", conclui.

Ambiente e solidariedade

A Intensify World tem, também, uma vertente solidária e ambiental. Através dos espaços sociais, a associação faz recolha de bens, como roupa, mobiliário ou eletrodoméstico, e, depois de fazer uma triagem, os que estão em bom estado são distribuídos por famílias carenciadas, os restantes são reciclados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG