Barcelos

Mulher atirou-se de ponte com filho ao colo

Mulher atirou-se de ponte com filho ao colo

Uma mulher atirou-se de uma ponte para o rio Cávado, em Barcelos, com um filho de seis anos ao colo. A mãe foi resgatada e os bombeiros procuraram a criança na água sem sucesso. Pai em estado de choque.

Uma criança de seis anos está desaparecida no rio Cávado, em Barcelos. Segundo apurou o JN, a criança estava com a mãe que saltou para as águas da ponte Santa Eugénia com o rapaz, esta sexta-feira, de uma altura de cerca de 20 metros.

O pai da criança, entretanto alertado, deslocou-se para a ponte e ficou em estado de choque ao saber do sucedido. O homem foi assistido no local e encaminhado para o hospital de Barcelos.

A mulher, de 37 anos, foi resgatada com vida por um homem que tem um barco de pesca lúdica nas imediações.

Alertado por uma irmã, o homem fez-se ao rio com o barco e resgatou a mulher, que estaria já inconsciente. Ainda tentou manobras de reanimação, mas com a chegada dos serviços de emergência a mulher foi assistida pelos bombeiros e pelo INEM, sendo depois encaminhada para o hospital de Braga.

Segundo apurou o JN, a mulher não corre risco de vida, mas apresenta lesões graves ao nível neurológico.

As autoridades estiveram no local a procurar a criança, mas suspenderam as buscas cerca das 19.30 horas. Bombeiros, GNR e PSP procederam a buscas no rio e nas margens.

PUB

A Polícia Judiciária também está a investigar as circunstâncias do incidente, já que poderá estar em causa um crime de homicídio ou tentativa de homicídio da criança, revelou fonte da PJ à agência Lusa.

Os bombeiros de Barcelinhos instalaram redes junto à ponte medieval de Barcelos, para a eventualidade de a criança ser arrastada pela corrente do rio Cávado.

Após baterem as margens junto à ponte onde a mãe se atirou ao rio com a criança, os bombeiros de Barcelos tiveram três mergulhadores nas águas a procurar a criança. No total, aquela corporação mobilizou para as buscas 10 operacionais, apoiados por cinco viaturas.

O alerta para as autoridades foi dado pelas 12.41 horas, por um homem que ia a atravessar a ponte. Ainda tentou impedir a mulher de saltar, mas não conseguiu.

O homem dirigiu-se, então, aos Bombeiros de Barcelos, cujo quartel dista cerca de 500 metros da ponte, e alertou a corporação, que se deslocou para o local.

Um dos primeiros bombeiros a chegar ao local ainda viu a criança a emergir e ficou bastante afetado com o sucedido, estando a receber tratamento psicológico.

* com Sandra Freitas

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG