O Jogo ao Vivo

Covid-19

Novo surto na Misericórdia de Barcelos afeta 88 pessoas 

Novo surto na Misericórdia de Barcelos afeta 88 pessoas 

Há um novo surto de covid-19 na Santa Casa da Misericórdia de Barcelos. Ao todo, estão infetadas 88 pessoas.

Depois dos casos do Lar de Santo André (já resolvidos), no Lar da Misericórdia e no Lar Rainha Dona Leonor, agora também o Lar Nossa Senhora da Misericórdia conta com 73 doentes por covid-19. Trata-se de 51 utentes e 22 colaboradores, segundo nota da instituição, esta terça-feira. "A maioria dos doentes encontra-se assintomática, em confinamento nos quartos e sob acompanhamento do médico, equipa de enfermagem e auxiliares de geriatria da Santa Casa".

Há a somar mais 15 infetados de um outro surto, que ainda não estão curados. "Em remissão - mas, naturalmente, a merecer toda a atenção e cuidados -, está o surto no Lar da Misericórdia/Lar Rainha Dona Leonor, que afeta, presentemente, 12 utentes e três colaboradores. Encontrando-se todos assintomáticos, prevê-se, nos próximos dias, a retoma das visitas, bem como o regresso às rotinas do lar, adaptadas à pandemia", esclarece a Misericórdia, que dá resposta a cerca de 1700 utentes diariamente.

Nas restantes unidades operacionais de pessoas idosas "não há qualquer surto ativo" e nas unidades de educação na infância e de saúde não há qualquer situação de infeção.

Desde o início da pandemia, já foram efetuados mais de 1300 testes de rastreio aos cerca de 200 colaboradores na linha da frente, assim como mais de 1200 testes a cerca de 250 idosos.

Desde junho, a Santa Casa reforçou as equipas nas estruturas residenciais, com mais 52 colaboradores, para responder às necessidades e resistir à pandemia. "A Santa Casa da Misericórdia de Barcelos está focada em enfrentar da melhor forma a maior crise de saúde pública dos últimos 100 anos. A instituição procura, desde o primeiro momento, assegurar os melhores cuidados possíveis aos utentes e colaboradores com resultado positivo, mas igualmente em salvaguardar os que estão ainda à margem desta pandemia", remata.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG