Gastronomia

Bacalhau à Braga é marca registada e passa a ter uma receita oficial

O objetivo é que o Bacalhau à Braga passe a integrar os menus dos restaurantes do concelho|

 foto DR

O objetivo é que o Bacalhau à Braga passe a integrar os menus dos restaurantes do concelho|

 foto DR

Batata agria, cebola, alho, louro, salsa, azeite, óleo, vinagre, colorau e sal. São estes os ingredientes necessários para confecionar a receita oficial do "Bacalhau à Braga", apresentada esta quarta-feira pelo chef Vinagre, a convite do Município, que registou a marca.

Para haver uma aproximação ao prato que terá nascido há cerca de 70 anos, com o restaurante Bacalhau à Narcisa, houve um trabalho de pesquisa por parte da Adere-Certifica. Além do contacto com familiares daquele estabelecimento - entretanto encerrado -, foram ouvidos "cerca de 70 proprietários de restaurantes", adiantou o vereador do Turismo, Altino Bessa, na apresentação da receita, no mercado municipal.

"Tínhamos que padronizar a receita, porque havia divergências", acrescentou o responsável, sublinhando que a Associação Empresarial de Braga (AEB) irá atribuir um selo de qualidade aos estabelecimentos que adotarem a receita oficial.

O objetivo é que o Bacalhau à Braga passe a integrar os menus dos restaurantes do concelho, mas também de outras zonas do país, "como acontece com as Tripas à moda do Porto", exemplificou Altino Bessa.

"A gastronomia está no topo das preferências de quem nos visita", lembrou, também, o presidente da AEB, Domingos Barbosa.

Ao JN, o chef Vinagre garantiu que a receita é simples de replicar. Além do bacalhau frito em azeite e alho, o prato inclui batata frita e uma cebolada com azeite já usado no bacalhau, colorau, sal e vinagre.