Inquérito

CNE questiona presença de "voluntários" nas eleições em freguesia de Braga

Ricardo Silva foi reeleito presidente da Junta

Foto Paulo Jorge Magalhães / Arquivo Global Imagens

A Comissão Nacional de Eleições abriu um inquérito à presença de voluntários da candidatura de Ricardo Silva à Junta de Freguesia de S. Victor, em Braga, junto da assembleia de voto no dia das eleições autárquicas, 26 de setembro.

O candidato Ricardo Silva, que se recandidatou ao cargo de presidente da Junta como independente, recrutou um grupo de cerca de 20 voluntários que ajudavam os eleitores a descobrir a mesa de voto, disponibilizando-se a encaminhá-los.

Este facto levou alguns candidatos e membros de mesas eleitorais, como aconteceu com Joaquim Barbosa e com a presidente da Mesa de Voto número um, Sofia Alcaide, a apresentarem queixa à Comissão Nacional de Eleições (CNE), com o argumento de que tal não estava previsto nos regulamentos e violava a lei.

A CNE informou já a queixosa, em mail a que o JN teve acesso - de que foi pedido ao presidente da Junta - reeleito no mesmo dia - que se pronunciasse sobre as queixas.

No dia das eleições, o JN noticiou a existência das queixas sobre a presença de voluntários da candidatura independente junto ao local de voto da freguesia de S. Victor, sendo que uma delas partiu da Mesa número um, o que levou um dos seus membros, Fernando Araújo, a dizer que a queixa foi feita a nível individual, não tendo ele nela participado.