Acolhimento

Autocarro de Braga vai à Polónia e à Roménia buscar 30 refugiados da Ucrânia

Autocarro de Braga vai à Polónia e à Roménia buscar 30 refugiados da Ucrânia

A cidade de Braga vai enviar, na quarta-feira, para a fronteira da Polónia com a Ucrânia, um autocarro com capacidade para 50 passageiros, para trazer, pelo menos, 30 cidadãos ucranianos que têm familiares na região.

O presidente da Câmara, Ricardo Rio, disse ao JN que o autocarro recolherá, também, refugiados na fronteira da Roménia: "o veículo, da empresa EBA, leva quatro motoristas, dois médicos, um psicólogo e um tradutor. Há 30 pessoas sinalizadas, mas pode trazer até 50", explicou, frisando que o custo da viagem é pago pela empresa municipal AGERE.

O autarca salientou que, na sequência de uma reunião realizada, na segunda-feira, na Junta de Freguesia de São Lázaro, com a participação de 30 entidades, entre empresas, IPSS's e autarquias, foram sinalizados vários locais já disponibilizados para acolher os refugiados, entre apartamentos, quartos e outros equipamentos.

Na reunião estiveram presentes a Braga SOS Ucrânia, as Juntas de Freguesia de São Victor e São Vicente, a União de Freguesias de São Lázaro e São João do Souto, a CIM Cávado, a Virar a Página, a Transportes EBA, o Grupo de Escutismo, a Associação Empresarial de Braga, o Lions Clube de Braga, a Cáritas de Braga, a Cruz Vermelha de Braga, o ACES Braga, o Instituto de Segurança Social e a Comunidade Ucraniana

A Câmara está a coordenar o esforço local de apoio à Ucrânia, nomeadamente o de recolha de bens, o que permitiu que esta terça-feira de manhã tenham partido três camiões da transportadora Torrestir para a Polónia, carregados de roupa, medicamentos, bens alimentares e produtos de higiene.

Também, em Amares, a transportador BrunoTir está a recolher bens e produtos para levar para a Ucrânia, estando prevista a partida do primeiro camião na quarta-feira e do segundo, no dia seguinte.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG