Exclusivo

Braga viu nascer oito empresas por cada falência na pandemia

Braga viu nascer oito empresas por cada falência na pandemia

Houve 123 firmas a fechar portas, mas 938 pessoas arriscaram abrir um novo negócio, no último ano. Comércio por grosso e a retalho destacaram-se pela positiva.

A pandemia da covid-19 desacelerou o crescimento de novas empresas no concelho de Braga, mas, ainda assim, foram 938 os empresários que arriscaram criar um negócio, no último ano. São cerca de oito vezes mais constituições do que o número de insolvências registado no mesmo período.

De acordo com dados da Iberinform, baseados nos registos e notariado do Ministério da Justiça e nas insolvências através do portal Citius, houve um decréscimo de 15,7% no número de novas empresas, em relação a 2019, mas as firmas que fecharam portas mantiveram-se quase ao mesmo ritmo, ou seja, contaram-se 123 falências, apenas mais uma do que em 2019.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG