Município

BragaHabit recorre a programa 1.º Direito para obras no Bairro das Andorinhas

BragaHabit recorre a programa 1.º Direito para obras no Bairro das Andorinhas

A empresa municipal BragaHabit vai fazer, ainda este ano, obras em alguns dos prédios do Bairro das Andorinhas recorrendo, depois, ao programa 1.º Direito, do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IRHU), para uma intervenção mais profunda nas fachadas e no interior dos apartamentos.

O administrador Vítor Esperança disse ao JN que o principal problema dos prédios reside nas infiltrações de água pelo que a beneficiação das fachadas e dos telhados é prioritária: "Vamos recorrer aos incentivos à eficiência energética, no caso específico deste bairro, em que vários apartamentos são privados", explicou.

O IRHU aprovou, em julho, a Estratégia de Habitação de Braga, o que permite ao Município, através da empresa BragaHabit, apresentar projetos de investimento de 17 milhões de euros, para resolver a situação de 787 famílias que vivem "em condições indignas".

A vereadora do pelouro, Olga Costa revelou que vai, agora, ser assinado um acordo com o IRHU para a entrega de candidaturas ao programa governamental «Primeiro Direito», que conta com verbas do PRR- Plano de Recuperação e Resiliência, com três áreas de intervenção: aquisição de terrenos, reabilitação de casas e construção de edifícios.

Salientou que já se reuniu com todos os presidentes das freguesias do concelho para lhes pedir que identifiquem eventuais situações novas de vulnerabilidade social, bem como os terrenos disponíveis para compra, mas com preços adequados que permitam a sua integração nas candidaturas.

A necessidade de obras nas Andorinhas tem sido motivo de reparos dos partidos da oposição na Câmara, o PS e a CDU.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG