Braga

McLaren Senna que ardeu em Braga é de um conhecido empresário

McLaren Senna que ardeu em Braga é de um conhecido empresário

O proprietário do McLaren Senna, que este domingo ardeu, em Braga, é um empresário famoso, Hernâni Vaz Antunes, natural e residente no concelho. Tornou-se conhecido desde que em 2015 intermediou o negócio da venda da Meo à Altice, enquanto homem de confiança de Armando Pereira, um dos quatro fundadores da Altice, sendo este já de Vieira do Minho.

Hernâni Vaz Antunes tinha recebido o bólide na véspera, sábado, apenas percorrendo 30 quilómetros com o McLaren Senna - igual ao de Cristiano Ronaldo - quando o automóvel começou a arder.

Nos últimos anos, Hernâni Vaz Antunes tentou, sem êxito, obter judicialmente por parte da operadora de telecomunicações brasileira Oi, uma comissão de 69 milhões de euros. Seria um dos principais devedores do Banif, no montante de 11,7 milhões de euros.

Hernâni Vaz Antunes, de 56 anos, reside em Gualtar, Braga, é ainda o dono da Quinta da Eira, em Pedralva, freguesia situada nas imediações do Santuário do Sameiro, local para onde foi rebocado o bólide, com matrícula suíça, avaliado em cerca de um milhão de euros.

O incêndio deu-se, domingo, na Avenida de João Paulo II, em frente ao Parque Desportivo da Rodovia e ao Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, na antiga Bracalândia. Os Bombeiros Sapadores de Braga foram chamados e conseguiram apagar as chamas, evitando que tomassem todo o veículo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG