Paralisação

Escolas e centros de saúde de Braga fechados devido à greve

Escolas e centros de saúde de Braga fechados devido à greve

Dos sete funcionários que deveriam ter comparecido, esta sexta feira de manhã, na Escola Básica André Soares, em Braga, apenas dois foram trabalhar, o que obrigou a direção a fechar as portas a centenas de alunos. O JN encontrou o mesmo cenário em escolas secundárias e em algumas das maiores unidades de saúde de Braga.

No Centro de Saúde do Carandá, das quatro Unidades de Saúde Familiares (USF), apenas uma estava a funcionar esta manhã, a de S. João de Braga. Nas secretárias das restantes unidades foi colocado o aviso de greve.

Também a Escola André Soares colocou um aviso à janela da portaria. A greve divide opiniões entre os pais. Há quem apoie as reivindicações, "pela luta de direitos".

Outros dizem-se cansados "com tantas greves". "Os alunos é que são prejudicados", lamentava Paula Amaral, uma entre dezenas de mães e pais que estiveram à espera para saber se os filhos iam ter aulas.

Outras Notícias