Exclusivo

Fé nos santos populares para dinamizar economia

Fé nos santos populares para dinamizar economia

Cidades esperam milhões de visitantes e marcham para afastar desalento, após dois anos com ruas vazias e sem festejos em junho, devido à pandemia.

De Braga a Lisboa, passando por Famalicão, Porto e Gaia, é comum o desejo de aproveitar os santos populares para dinamizar as cidades, envolvendo as comunidades nas atividades, chamando turistas e contribuindo para a economia.

Em Braga, os festejos de São João esperam este ano atrair cerca de 1,5 milhões de pessoas, à semelhança do que acontecia antes da covid-19. O número, avançado por Firmino Marques, presidente da Associação de Festas, dá uma noção do peso que o santo tem para a cidade. E do que Braga deixou de ganhar nos últimos dois anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG