Exposição

Fotografias do quotidiano de Nanquim na Galeria da Estação de Braga

Fotografias do quotidiano de Nanquim na Galeria da Estação de Braga

Momentos do quotidiano, com pessoas e situações singulares, captadas em Nanquim, uma cidade de dez milhões do leste da China. Recolhidos em 2018 pela câmara de Ska Batista, uma brasileira de 34 anos que vive em Portugal desde os 16.

"Próprios de um olhar curioso e sem qualquer pretensão temática, que busca apenas capturar breves momentos, por vezes corriqueiros", explica a autora.

O resultado está patente, até 25 de junho, numa mostra de fotografia da autora, a preto e branco, intitulada "As luzes vermelhas invadem a noite", na Galeria da Estação - Encontros da Imagem de Braga, sediada em plena estação dos comboios da cidade.

"Andando pela grande urbe fui colhendo imagens, com objetiva fixa, mas sempre aproximando-me das pessoas para elas saberem que as fotografava", disse ao JN, vincando que Nanquim se desenvolveu urbana e tecnologicamente mas mantém tradições e usos de sempre".

Esta é a primeira exposição a solo de Ska Batista, que cursou Fotografia no Instituto Português de Fotografia de Lisboa entre 2014 e 2016, e atualmente estuda Fotografia na Universidade Lusófona em Lisboa. O seu trabalho tem características de Street Photography e - diz - "carrega um tom experimental, sendo possível identificar nas suas obras assuntos e recursos recorrentes, nomeadamente os de colagem, sobreposição, e junção de informações e imagens, exploradas através de fotografias, vídeos e intervenções".

Na inauguração, o diretor dos Encontros da Imagem, Carlos Fontes disse ao JN que a Galeria quer divulgar os novos fotógrafos portugueses: "a mostra anterior, a primeira, teve 2400 visitantes. "Somos uma porta da cultura para quem chega a Braga", diz.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG