Minho

Sapadores parados por terem meses de salário em atraso

Sapadores parados por terem meses de salário em atraso

Em época crítica, há três equipas com salários em atraso. Autarcas falam em situação "muito grave".

Três das quatro equipas de sapadores florestais do Minho, entre elas uma do Parque Nacional Peneda-Gerês, têm salários em atraso. A equipa de Vieira do Minho recusa-se a trabalhar por falta de pagamento. As outras duas são a de Vilar da Veiga, em Terras de Bouro, que também está inoperacional, e a de Cabeceiras de Basto.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

Conteúdo Patrocinado