O Jogo ao Vivo

segurança rodoviária

Padre de 91 anos atropela mulher na passadeira

Padre de 91 anos atropela mulher na passadeira

Uma mulher de 63 anos sofreu ferimentos graves, depois de ter sido atropelada na passadeira, na manhã de quinta-feira, na Rua S. Martinho, mesmo em frente ao quartel dos Bombeiros Sapadores de Braga.

O condutor do ligeiro envolvido no acidente, padre e membro do Convento Montariol, com 91 anos, terá ficado encandeado pela luz do sol e não se apercebeu de que a mulher estava a atravessar a passadeira.

Teresa Veiga, a vítima, seguia acompanhada pelo marido, quando o padre José Lima da Costa, condutor do ligeiro, a colheu na passadeira e a arrastou alguns metros. "O senhor que ia a conduzir nem se tinha apercebido de que tinha passado por cima da mulher. Foi o marido que o mandou parar aos gritos", conta Manuel Rodrigues, que circulava na via contrária e assistiu a tudo.

PUB

Segundo o chefe de turno dos Bombeiros Sapadores, Jorge Pereira, foram precisamente os gritos dos testemunhos que alertaram os elementos da corporação. "Nem recebemos nenhuma chamada no quartel, porque ouvimos os gritos e fomos logo socorrer a vítima, que estava completamente debaixo do carro", conta, sublinhando que a mulher foi transportada para o Hospital de Braga, com fraturas em todo o corpo.

No local, o INEM teve de assistir o padre Lima, que ficou em estado de choque, após aperceber-se de que tinha provocado o atropelamento. Segundo fontes próximas do sacerdote, era habitual "ele andar devagarinho", e utilizar o carro essencialmente para ir realizar missas na capela de S. Victor-o-Velho e "prestar assistência às irmãs", na freguesia de Real.

Segundo fonte do INEM, o marido e uma irmã da vítima tiveram se ser assistidos no local por terem ficado igualmente em choque.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG