Exclusivo

Quebrar o isolamento."Eu gosto de ver a Polícia, os delinquentes é que não"

Quebrar o isolamento."Eu gosto de ver a Polícia, os delinquentes é que não"

Policiamento de proximidade na maior freguesia de Braga traz segurança aos bairros, escolas e pessoas vulneráveis. Comunidade já conhece os agentes pelo nome.

"Ó Laidinha, boa tarde. Viemos saber como está". Laidinha é, na verdade, Adelaide Silva e quem lhe bate à porta são Mário Carvalho e Luís Pinto, agentes da PSP, e Ricardo Silva, presidente da Junta de S. Vítor, em Braga. "A casa é grande, podem entrar", responde a octogenária. Ninguém entra. A pandemia exige distanciamento, mesmo que o que se pretenda, ali, seja fazer policiamento de proximidade, ou seja, ouvir os problemas da comunidade para encontrar soluções.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG