Premium

Tribunal obriga EDP a desviar linhas ao fim de 20 anos

Tribunal obriga EDP a desviar linhas ao fim de 20 anos

Moradores de loteamento em Braga queixavam-se do impacto visual e de zumbidos durante a noite. Também vão ser indemnizados.

Quinze mil euros de indemnização a cada um dos três moradores queixosos e a obrigatoriedade de desviar linhas de condução de energia elétrica (com 12 quilómetros de extensão), de cima das casas, na zona do loteamento das Sete Fontes, em Braga, a poucos metros do monumento com o mesmo nome, foi a sentença de um processo com 20 anos aplicada à EDP-Distribuição.

A decisão do Tribunal Administrativo de Braga já foi confirmada pelo Central do Porto, no ano passado, em sentenças que deram como provado que as linhas de alta tensão emitiam um ruído (do tipo zumbido) que não deixava os moradores em paz, não os deixando dormir durante a noite. "Ainda hoje, há três pessoas com distúrbios do sono e outros", disse ao JN o advogado José Carvalho Araújo, frisando que os juízes tiveram em conta que o zumbido "viola os direitos de personalidade dos moradores".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG