Estado de Emergência

UMinho ajuda alunos a comprar computadores para aulas à distância

UMinho ajuda alunos a comprar computadores para aulas à distância

A Universidade do Minho vai utilizar o Fundo Social de Emergência para apoiar estudantes carenciados na compra de computadores e Internet, de forma a não ficarem excluídos das aulas à distância.

Rui Vieira de Castro, reitor da UMinho, disse esta manhã que já deu a indicação para que o regulamento do Fundo Social de Emergência daquela universidade seja alterado para que possa apoiar os estudantes no acesso a tecnologias que lhes permitam frequentar as atividades letivas à distância.

Recorde-se que a UMinho foi a primeira universidade portuguesa a cancelar todas as aulas presenciais do segundo semestre, num anúncio feito esta semana sob forma de despacho proveniente da reitoria, onde é indicado o modelo de ensino à distância.

"Dei indicação no sentido de nós alterarmos o regulamento do Fundo Social de Emergência de forma a poder expressamente acolher esta possibilidade de as verbas deste fundo serem canalizadas para a compra ou para o apoio à compra de equipamentos e comunicações para que os nossos estudantes possam acompanhar as atividades", disse Rui Vieira de Castro, em conferência de imprensa.

Atualmente, a Associação Académica da Universidade do Minho e os diretores dos cerca de 200 cursos da universidade estão a fazer o levantamento das situações mais críticas de estudantes que não têm condições financeiras para adquirir equipamentos nem têm Internet em casa. Para Rui Vieira de Castro, o "grande desafio que a Universidade do Minho tem pela frente" é o de "procurar assegurar que os seus estudantes dispõem dos meios que lhes permitem acompanhar as atividades letivas".

A UMinho é onde está, em absoluto, o maior número de bolseiros de ação social universitária de Portugal, cerca de 6000 alunos, correspondentes a quase um terço do total daquela academia. Esta realidade tem a ver com as características do tecido económico e social onde a universidade recruta os seus estudantes.

Paralelamente, o reitor vai iniciar uma campanha junto de antigos estudantes da universidade do sentido de gerar um acréscimo de sensibilidade social relativamente a esta matéria, procurando garantir um apoio que permita, para aqueles casos identificados como críticos, o fornecimento de equipamentos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG