Incêndio

Cinco militares da GNR feridos no combate às chamas em Cabeceiras de Basto

Cinco militares da GNR feridos no combate às chamas em Cabeceiras de Basto

Cinco elementos de uma brigada aerotransportada do GIPS, da GNR, foram esta sexta-feira à tarde surpreendidos quando combatiam as chamas num incêndio em Cabeceiras de Basto. Há três feridos graves e dois ligeiros.

"O vento está muito forte e inconstante e acabou por surpreendê-los", disse, ao JN, Duarte Ribeiro, comandante dos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses.

Os cinco elementos acabaram recolhidos pelo helicóptero que os tinha transportado e foram levados para o Heliporto Municipal de Fafe, onde têm a sua base.

Aí tinham já à espera os meios de socorro do INEM e dos bombeiros locais. "Fomos acionados para socorrer esses elementos que agora serão transportados para o hospital", explicou Paulo Ferreira, comandante dos Bombeiros Voluntários de Fafe.

Há três militares com queimaduras graves (dois deles transportados para um hospital do Porto e outro para o de Gaia) e dois com queimaduras leves, que seguiram para o Hospital de Guimarães.

O incêndio, em Padornelos, Cavez, Cabeceiras de Basto, lavra em zona de mato e está a ser combatido por 110 bombeiros, 31 viaturas e cinco meios aéreos.

PUB

Outras Notícias